[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 09:59 Sem categoria

Lucro dos bancos permanece “robusto”, aponta relatório do BC

O lucro líquido dos bancos manteve-se estável no período de 12 meses, encerrado em junho, de acordo com o Relatório de Estabilidade Financeira, divulgado nesta quinta-feira (26) pelo Banco Central (BC). O valor chegou a R$ 59,7 bilhões, com acréscimo de R$ 4,7 bilhões em relação ao resultado de dezembro.

Ao desconsiderar o resultado de uma operação atípica de alienação da BB Seguridade, o lucro líquido do sistema permaneceria totalmente estável, sem esse aumento em relação a dezembro, de acordo com o BC.

Segundo o relatório, o lucro líquido foi limitado pelo “fraco crescimento do resultado de intermediação financeira”, em razão da redução nas concessões de crédito, menor geração de receitas e “o impacto negativo da marcação a mercado da carteira de títulos”.

Apesar disso, diz o relatório, o lucro líquido “permaneceu robusto e eminentemente oriundo de operações financeiras de natureza recorrente, sobretudo bancárias e de seguros”.

Fonte: Agência Brasil

==========================================

BC divulga Relatório de Estabilidade Financeira

26/09/2013 11:35

​ O Banco Central (BC) divulgou hoje o Relatório de Estabilidade Financeira (REF) referente ao primeiro semestre de 2013. O REF é uma publicação semestral destinada a apresentar, com foco no risco sistêmico, os principais resultados das análises sobre o Sistema Financeiro Nacional (SFN), especialmente com respeito à sua dinâmica recente, às perspectivas para os próximos anos e ao grau de resiliência a eventuais choques na economia brasileira ou no próprio sistema.
No primeiro semestre de 2013, o cenário econômico mundial permaneceu complexo, com mudanças significativas ao longo do período. No segundo trimestre, houve elevação na volatilidade dos mercados, com efeitos adversos especialmente nas economias emergentes, onde as condições de financiamento ficaram menos favoráveis, levando a quedas nos mercados acionários e a desvalorizações cambiais.
No Brasil, houve redução nos ativos de alta liquidez devido à elevação da estrutura a termo da taxa de juros e ao aumento da volatilidade nos mercados. Mesmo assim, a liquidez das instituições financeiras permaneceu elevada, atestando o baixo risco de liquidez do sistema bancário brasileiro.
Não obstante os movimentos observados no mercado, a capacidade de solvência do sistema bancário brasileiro permanece robusta. Ademais, os resultados dos estudos de impacto da implementação de Basileia III e dos testes de estresse demonstram a resiliência das instituições financeiras em todos os cenários analisados, inclusive naqueles de extrema deterioração das condições macroeconômicas.
A carteira de crédito do sistema bancário continuou a crescer de forma moderada, sustentada pelo crescimento do crédito nos bancos públicos, que aumentaram sua participação na carteira total. Manteve-se também o movimento de migração para modalidades de menor risco, com taxas mais baixas e prazos mais longos, que contribuiu para reduzir a inadimplência da carteira total. O lucro líquido do sistema foi impactado pelo menor crescimento do resultado de intermediação financeira e pelos resultados negativos da marcação a mercado da carteira de títulos, mas permaneceu robusto e eminentemente oriundo de operações financeiras de natureza recorrente.
Por fim, o Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) funcionou de forma eficiente e segura no primeiro semestre de 2013. Nos sistemas de transferência de fundos, a liquidez intradia agregada disponível continuou acima das necessidades das instituições financeiras participantes, o que garante liquidações com tranquilidade, sobretudo no que diz respeito ao Sistema de Transferência de Reservas (STR), o sistema de transferência de grandes valores do BC.
Clique para acessar a apresentação.
Clique para acessar o relatório.
Brasília, 26 de setembro de 2013
Banco Central do Brasil
Assessoria de Imprensa
(61) 3414-3462
Notícia colhida no sítio http://www.bcb.gov.br/pt-br/Paginas/bc-divulga-relatorio-de-estabilidade-financeira-26-9-2013-.aspx
Close