América Latina, 22 de Novembro de 2005.

Lílian Guimarães
Diretora Executiva de Recursos Humanos
ABN AMRO Bank

Os trabalhadores do ABN AMRO realizam hoje, em diversos países da América Latina, uma Jornada Internacional de Luta. O objetivo é dialogar com o conjunto dos trabalhadores do ABN AMRO sobre sua condição de trabalho e a necessidade de construir políticas globais com base nos direitos fundamentais, principalmente os previstos nas Convenções da OIT, diretrizes da OCDE e o Global Compact da ONU.
Os trabalhadores do ABN AMRO mantêm a reivindicação da assinatura de um Acordo Marco, que seja construído a quatro mãos, através de uma comissão formada entre a representação do Banco e dos trabalhadores na América Latina. O objetivo é alcançarmos um Acordo Marco que subscreva os conteúdos de direitos fundamentais, reconhecidos nos instrumentos das Convenções da OIT, diretrizes da OCDE e do Global Compact da ONU, e considerando os valores coorporativos do ABN AMRO.

Registramos nosso reconhecimento pela disposição política da direção do ABN AMRO em dialogar com o conjunto dos trabalhadores do ABN globalmente organizados. Esta disposição já aponta um diferencial do ABN em relação a outros bancos. Esperamos que o diálogo aponte para solucionar os problemas em comum que vivem os trabalhadores do grupo ABN nos diversos países da América Latina.
Esperamos também, que a disposição do dialogo com os sindicatos se estenda no dia a dia em cada um dos países no qual o banco se encontra instalado.

È importante assinalarmos que durante a realização da 3º Reunião da Coordenadora Sindical Internacional do Grupo ABN AMRO em conjunto com a 1º Reunião do Comitê Sindical Internacional do Grupo ABN AMRO da UNI Américas Finanças, no dia 27 de julho de 2005, em São Paulo/Brasil, os representantes dos trabalhadores discutiram as questões especificas vivida no banco e a realização da primeira reunião global com a direção da América Latina do ABN Amro. Esta reunião dos funcionários do ABN estava na programação da Reunião Conjunta das Redes Sindicais de Bancos Internacionais, promovido pelo Comitê de Finanças da CCSCS, UNI Américas Finanças e pelo Projeto CUT/FNV.
A reunião abriu com uma apresentação de Hans Westerhuis, sobre a estrutura dos comitês europeus de trabalhadores, em especial, o comitê europeu dos trabalhadores do ABN AMRO.

A Reunião Conjunta das Redes Sindicais de Bancos Internacionais contou com representantes da Confederação Nacional dos Bancários (CNB/CUT – Brasil), da Asociación Bancaria de Argentina (La Bancaria/CGT), da Federación de Trabajadores Bancarios (Fetraban/CUT – Paraguay), da Asociación de Empleados Bancarios de Uruguay (AEBU/PIT-CNT), da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Crédito (Contec/CGT – Brasil), da Confederación de Sindicatos Bancarios y Afines (CSTEBA/CUT – Chile), da Asociación Nacional de Empleados Del Banco de la Republica (Anebre/CUT – Colombia), da Comfia/CC.OO. – Espanha, e da representação do Comitê Europeu dos trabalhadores do ABN AMRO.

Diante das demandas diagnosticadas internacionalmente elegemos o dia 22 de novembro, para realizar a terceira Jornada Internacional de Luta dos trabalhadores do ABN AMRO, onde as entidades de vários países darão continuidade a ampla divulgação desta organização internacional dos funcionários do banco, num processo de envolvimento e construção de ações sindicais globais na luta por direitos fundamentais, no qual esperamos a disposição política do banco de construir junto aos seus funcionários uma relação trabalhista também global, assim como faz com sua estratégia de mercado.

Nossas cordiais Saudações Sindicais,

Vagner Freitas
Secretario Geral do Comitê de Finanças da CCSCS
Presidente da UNI Américas Finanças
Presidente da Confederação Nacional dos Bancários (CNB/CUT – Brasil)

Ricardo Jacques
Secretário de Relações Internacionais da CNB/CUT

Marcelo Gonçalves
Pela Coordenadora Sindical Internacional do ABN AMRO Bank – CCSCS
e Comitê Sindical Internacional do Grupo ABN AMRO da UNI Américas Finanças

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br